Back To Top

Tão natural quanto a luz do dia

Não tem como começar a escrever esse texto sem voltar ao início desse século. Foi por volta de 2003 que essa história começou a ser escrita. Naquele tempo eu, junto com o Fabio Hayashi e Luis Gustavo Amaral não passávamos de três jovens sonhadores discutindo a empresa que iríamos criar. Queríamos ser uma empresa diferente das empresas onde tínhamos trabalhado, uma empresa onde as pessoas tivessem orgulho de fazer parte.

O tempo foi passando e percebemos que aquele sonho não se tornaria realidade assim tão fácil, afinal guerrilhar pela sobrevivência era mais do que necessário e, tornou-se prioritário. Era, e ainda é, a grande realidade do mercado. Em resumo, era muito pior do que aqueles jovens sonhadores poderiam imaginar. Assim, como na base da pirâmide de Maslow, a necessidade básica de toda empresa jovem é sobreviver, daí nem sempre sobram espaço e/ ou recursos – físicos e materiais – para as necessidades mais nobres dessa pirâmide.

Aqui eu faço um corte no tempo, onde dou um salto de 15 anos. Estamos agora no segundo semestre de 2019 quando, em meio a uma reestruturação, o Fabio me convida para ser Head de Pessoas. A primeira pergunta que eu fiz ao Fabio antes de responder se eu aceitaria o desafio foi: “Você acredita realmente que é importante termos uma empresa com o olhar mais voltado às pessoas?

Quem me conhece sabe que minha apresentação no LinkedIn, onde se lê que eu sou “Facilitador por natureza e Gestor de pessoas por paixão”, não é demagogia. Da mesma forma, quem conhece o Fabio de perto sabe que um espírito de conquistador e realizador, como o dele, nem sempre dá espaço a questões que podem ser encaradas como piegas.

Com carta branca e a resposta afirmativa do Fabio à minha pergunta, aceitei o desafio e tenho trabalhado desde então para dar vida àquela tão sonhada empresa idealizada por nós no início do século.

Dessa forma, como o título desse artigo, eternizado pelo grande Chorão, tão natural quanto à luz do dia, amanhecemos ontem, dia 30 de junho de 2020, relacionados na lista do GPTW das Melhores Empresas para se Trabalhar. Muito mais do que um Certificado que mostra ao mundo externo que somos uma empresa onde as pessoas gostam de trabalhar, um reconhecimento de centenas de Deal Makers que já sabiam disso e nos ajudaram a construir este caminho.

Eu não poderia concluir esse texto sem agradecer algumas pessoas que contribuíram demais para que alcançássemos esse degrau:

Vilma Guilherme, nossa ex-diretora de pessoas. Certamente tem parte dela no DNA desse selo.

Ana Alice Bonatto Kolinsque, que encabeça nosso time de desenvolvimento, uma fiel escudeira que tem trabalhado incansavelmente pelo nosso time.

Fabio Hayashi, o idealizador disso tudo, que tem dado apoio para que o trabalho seja feito e, muito mais que isso, tem feito enormes esforços pessoais para mostrar que o Fabio que se importava apenas com resultados não existe mais.

A todos os Deal Makers que participaram da pesquisa do GPTW e confirmaram que estamos no caminho certo!!!

A vida continua!! E querem saber o que eu quero para amanhã? Continuar trabalhando, ainda com mais afinco pois todos que fazem parte desse time sabem que isso tudo está apenas começando. E por que amanhã? Porque “Hoje ninguém vai estragar meu dia”.

>> Gostou?

Receba notícias sobre tecnologia diretamente no seu e-mail.
Cadastre-se agora mesmo.
Escrito por

Executivo de Tecnologia com background técnico, Gestor de Pessoas por paixão e um Facilitador por natureza

Enviar Comentário

E-mail
Twitter
LinkedIn
Whatsapp