Back To Top

O ambiente DevOps e a Containerização

O ambiente DevOps e a containerização são passos importantes para melhorar a eficiência das entregas e deploy das aplicações

O mundo DevOps é uma das grandes novidades na área da tecnologia da informação, principalmente por trazer mais integração e agilidade para as equipes de desenvolvimento (Dev-) e de operação (-Ops). Juntamente com este novo conceito de trabalho para os times de TI, surge outro tema muito importante: a containerização.

Um container tem um novo significado para o mundo da tecnologia e não somente se remete aos grandes objetos de transporte que viajam em navios, aviões e caminhões. A containerização das aplicações permite o compartilhamento de tecnologia e dependências entre as equipes que estão trabalhando nos diferentes projetos da empresa e permite a facilidade de transição entre os ambientes de desenvolvimento, homologação e produção de um software.

Entender o ambiente DevOps e a containerização é muito importante para concretizar a aplicação dos seus conceitos. Continue acompanhando a nossa publicação e saiba mais!

O ambiente DevOps e as novas tecnologias

Primeiramente, conceitua-se o DevOps como a união de pessoas, processos e produtos em prol de uma entrega contínua de serviços e produtos de qualidade. Colocando os times de desenvolvimento e de operações num mesmo ambiente pode-se criar um grande time multidisciplinar, que compartilha das melhores práticas e experiências para fazer as entregas necessárias.

Uma das metas do ambiente DevOps é diminuir o ciclo de entregas e desenvolvimento de novos produtos e serviços através de ferramentas de integração contínua e entregas contínuas. Possui uma grande herança dos conceitos de Agile e Lean, principalmente por dividir uma grande entrega em diversas etapas.

A tecnologia e o DevOps

O ambiente DevOps tem uma relação ampla com o mundo da tecnologia, principalmente por promover a adoção das mais novas ferramentas de inovação e práticas que melhoram a eficiência e a produtividade de um time multidisciplinar. A containerização e uma arquitetura através de microsserviços são ótimos exemplos de novas tecnologias e aplicações que facilitam o mundo DevOps.

Uma arquitetura de microsserviços permite a divisão de grandes serviços em partes menores, que podem ser então construídos por diferentes times. Uma ótima forma de entender a arquitetura de microsserviços é pensar em cada um como um bloco de construção – e juntos, formam uma grande estrutura com as funções do negócio e do sistema.

Outra tecnologia que possui um grande impacto no ambiente DevOps é a containerização das aplicações e dos diferentes ambientes para desenvolvimento, homologação e produção, além da utilização dos containers.

A Containerização

A containerização é uma das grandes formas de mudança nos ambientes e nas entregas de softwares, produtos e funcionalidades no mundo da tecnologia da informação, sendo impulsionado também pela cultura DevOps. Um container em si é considerado como uma forma mais leve e uma ótima alternativa a criação de uma máquina virtual.

Um container por si só encapsula uma aplicação com o seu próprio sistema operacional de forma mínima, juntamente com as regras de negócio e a lógica do sistema. Pela própria natureza e do conceito da containerização, os desenvolvedores podem compartilhar suas imagens e dependências facilmente com os seus colegas e com a equipe de operações, eliminando os pequenos entraves ao redor da famosa frase de “funciona no meu computador”.

Tanto o Docker como o Snaps são exemplos de formatos de containers que utilizam de determinadas tecnologias – e o Docker é uma das tecnologias mais famosas e utilizada na maior parte das aplicações. Uma imagem Docker pode ser criada e compartilhada entre diferentes ambientes de forma idêntica em questão de segundos e estes ambientes também podem ser replicados de forma autônoma, promovendo uma fácil integração entre desenvolvimento, homologação e produção.

O Docker

O Docker é considerado como uma plataforma de código aberto, desenvolvido majoritariamente na linguagem de programação Go e que se destaca como uma implementação da virtualização dos containers. O empacotamento dos recursos e das bibliotecas do kernel em um só ambiente podem ficar dispostos num mesmo container Docker.

Benefícios da containerização

A combinação dos múltiplos fatores promove a utilização da containerização em prol da mudança do antigo cenário de máquinas virtuais e servidores de aplicação. Este formato de aplicação monolítica não permite uma escalabilidade fácil e mudanças rápidas que um ambiente ágil necessita para responder ao mercado e as suas mudanças.

Um dos primeiros destaques da containerização é a sua capacidade de modularização e que tem total relação com uma arquitetura de microserviços. Permitir trabalhar com partes separadas de um sistema e entregar em diferentes ambientes permite que o processo de desenvolvimento em si seja muito mais ágil e eficiente.

Isso leva a outro benefício da containerização, que é a capacidade de manter diversos ambientes na esteira de produção de um software ou funcionalidades novas para determinada aplicação. A partir da modularização, pode-se criar diferentes esteiras de produção, envolvendo as etapas de desenvolvimento, homologação e produção de um software.

Outro ponto importante é a leveza de uma solução que utiliza um container. Essa leveza permite uma entrega quase em tempo real e um rápido provisionamento de recursos de acordo com a demanda de cada time.

Ao contrário da antiga arquitetura com servidores de aplicação e máquinas virtuais, os serviços que utilizam o Docker possibilitam a execução de deploys e entregas com mais facilidade, assim como o seu escalonamento. Outra comparação com o ambiente de containerização é a capacidade de virtualização e proporcionar um ambiente isolado e leve para rodar o programa.

A esse ambiente isolado também promove a reversão das versões caso aconteça alguma falha ou problema. A implantação e entrega contínua permitem que esses testes sejam efetuados nos diferentes ambientes, podendo avançar ou reverter versões de software de maneira fácil e ágil.

Saiba mais!

O aumento da eficiência no desenvolvimento de softwares e aplicações ganhou um grande aliado com o surgimento do ambiente DevOps e das práticas da containerização, juntamente com a tecnologia do Docker. Ao se comparar com o antigo cenário de máquinas virtuais e servidores de aplicação, os containers tem um grande fator motivador para continuar a sua trajetória de crescimento e ampla adoção nas empresas.

Continue acompanhando as nossas publicações para saber mais sobre as últimas novidades na área de desenvolvimento de software e inovação tecnológica!

>> Gostou?

Receba notícias sobre tecnologia diretamente no seu e-mail.
Cadastre-se agora mesmo.
Escrito por

Leitor faminto, eterno aluno e sedento por resultados. Trabalho construindo equipes de alto desempenho com base nos princípios do Agile com Lean Startup! ISSO É O QUE ME MOTIVA!! Graduado pela Engenharia de Computação na PUC-PR, certificado SCRUM Master pela Oficial SCRUM Alliance, certificado Personal and Professional Coaching pela Sociedade Brasileira de Coaching, cursando MBA IN MANAGEMENT na FAE Business School e cursou PMP na FGV.

Enviar Comentário

E-mail
Twitter
LinkedIn
Whatsapp